quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

O sorriso da liberdade...


Por entre notícias e soap operas que nos tentam rotinizar e subjugar perante o quotidiano e o nosso triste destino, por vezes são as efemérides que nos recordam exemplos de luta por valores humanistas como a liberdade ou a igualdade. Refiro-me concretamente à data de 11 de Fevereiro de 1990, quando Nelson Mandela venceu os calabouços e iniciou o princípio do fim do regime de apartheid.

Não quero neste texto me debruçar sobre os anos em que governou a África do Sul, sobre as suas amizades ou sobre outras possíveis polémicas. Quero apenas destacar a sua preserverança, a sua resistência e o seu diálogo no sentido de terminar com a segregação racial e unir as diferenças étnicas em torno de uma bandeira.

É, por isso, que guardo o sorriso da liberdade de Mandela na minha mente sempre que vejo uma situação diária de desigualdade. Nesses momentos de injustiça recordo a Satyagraha de Ghandi e o sonho de Luther King ou mesmo a determinação de Aminetu Haidar. Eles recordam-me quais são os princípios pelos quais me devo reger na minha vida, nos bons e maus momentos.

4 comentários:

Austeriana disse...

Uma ternura, este sorriso. Pouco mais tenho a dizer que não soe a banalidade. Apenas referir que há seres humanos ímpares e Mandela é um deles.

TERESA SANTOS disse...

Nem imaginas como fico feliz por te ver de volta! A blogosfera necessita de pessoas como tu.
Quanto a Mandela, penso que ficará para a História como um dos maiores Humanistas do séc. XX.
Beijinho.

Ana Paula Sena disse...

O princípio de Satyagraha de Gandhi é um daqueles que também faço questão de ter sempre presente na minha vida.
Mandela bem merece homenagens. Lutou pelo que vale a pena lutar: pela liberdade.

Segundo leio da Austeriana e da Teresa Santos, o Aprendiz está de volta :) Fico feliz por partilhar deste regresso!

Francisco Renaldo disse...

Sorriso esse que constrói a paz... não em teorias, mas com atitude!